a calma é fundamental para (re)encontrar o equilíbrio

Você já sentiu vontade de arrancar sua barriga fora? Já desejou que existisse um Photoshop na vida real para acabar com a celulite, estrias ou com o excesso de gordura nas suas pernas, nos seus braços O MAIS RÁPIDO POSSÍVEL? 

Pra piorar, existem imagens como essas aqui embaixo...

Todas essas imagens e tantas outras, apesar de disfarçadas de brincadeira, piada, diversão, elas:

Além das piadas, tem as cobranças externas, as internas (essas são as piores!) e, bom, a barriga, a perna, o braço, o pescoço, o resto que estão com você (em você?) 24 horas por dia, 7 dias por semana, 365 no ano. 

E se você é uma dessas pessoas que aprendeu a rejeitar ou odiar o próprio o corpo, acaba se tornando muito difícil habitar sua pele. Sempre, mas principalmente quando engorda...

7 passos para manter calma quando você engorda

Para te ajudar nessa tarefa de desenvolver sua inteligência emocional e sabedoria corporal, separei aqui 7 dicas para que você haja de maneira calma e controlada para não cair nas mesmas armadilhas dO Jogo da Comida que podem surgir no processo de finalmente ser feliz com seu corpo.

Vamos lá!

1. Escolha em qual mundo você quer viver.

Existe o mundo da cultura de dietas e dO Jogo da Comida:

E existe um mundo de pessoas sensatas, comprometidas com a saúde integral (física, mental, emocional, espiritual) que acreditam que as pessoas estão sofrendo de uma forma desmedida por causa da relação com o corpo e a comida.

Esses profissionais despertos acreditam que se emagrecer fosse fácil, rápido e definitivo, as pessoas já estariam magras há muito tempo e não haveriam uma epidemia onde o vírus da insatisfação corporal não teria tomado conta.

Elas estão alertando as pessoas para um passo a passo inteligente que envolve aprender a lidar com as emoções, com O Jogo da Vida e com ser mulher na nossa sociedade porque são essas coisas que realmente fazem as pessoas comerem. Elas pregam a calma e não a pressa. Busque essas pessoas. Desconfie e fuja dos milagrosos, mágicos, divinos, encantados.

2. Você não é o seu corpo.

Quando todas as coisas que você produz, pensa, fala, cria, organiza, compartilha, ensina, aprende (etc) são ignoradas e seu peso é colocado em um altar no centro da sua vida é difícil mesmo manter a calma.

Seu corpo é importante sim, sua saúde é essencial e ser magra pode ser uma das suas prioridades, com certeza. 

Mas enquanto você não buscar o mínimo de equilíbrio entre tudo que você é e o peso do seu corpo vai ser quase impossível manter a calma e sair dO Jogo da Comida para, finalmente, emagrecer.

Olha que louco: seu peso só o resultado das suas escolhas alimentares. Escolhas essas que você, muitas vezes, faz dependendo justamente da sua calma - ou da falta dela. Precisamos dar um passinho pra trás e valorizar um pouquinho mais a paz no lugar dos resultados fáceis, rápidos e definitivos.

3. Não dê atenção ao medo.

Transformar sua relação com seu corpo e alimentação é uma das coisas mais incríveis e corajosas que você vai fazer na vida. E sim, você vai sentir medo, vai querer desistir, vai se perguntar se é pra você mesma, vai perceber que era tão mais "fácil" terceirizar pra nutri e seguir o papel que ela te dava.

(mesmo na loucura de pegar uma dieta, não conseguir seguir. Pedir outra, não conseguir seguir. outra. outra. outra. E ainda muitas vezes pagar por isso! ói, que doido!)

Mas junto com o medo, você vai começar a descobrir você mesma. E isso é simplesmente INCRÍVEL LINDO MARAVILHOSO SURPREENDENTE tudo ao mesmo tempo!

Mas afinal, o que realmente importa é justamente você mesmo. Sua saúde, seu bem-estar diário, sua autoestima, sua produtividade, sua alegria, suas escolhas, sua paz para buscar os melhores alimentos pra você. Que seu emagrecimento seja consequência da sua leveza. Use sua paz como bússola.

4. Esteja com quem te entende.

É suuuuuper difícil despertar para tudo isso, mas continuar vivendo em um mundo que chama pão de carboidrato e carne de proteína.

Quando você já está desconfortável com seu corpo e desesperada para emagrecer, participar de uma conversa, mesmo que casual, sobre voltar-pra-dieta ou manter-o-foco é constrangedor e com certeza é um gatilho que pode te fazer comer.

Não dá pra cancelar o mundo. Nem pra mudar de planeta. Nem pra mudar a cultura de uma vez.

A boa notícia é que cada vez mais mulheres estão se unindo e percebendo que não são a exceção. São a regra. Que todas sofrem. E estão se unindo para, juntas, criarem um estilo de vida em que elas - e não a comida - esteja no centro.

A gente acaba descobrindo que nem gosta tanto assim de certas coisas, que sente muita falta de outras e que nem estava percebendo que já tinha algumas que precisava. É surpreendente.

5. Duvide deles, não de você.

Uma das coisas que a cultura das dietas faz (e é por isso que ela é tão forte) é OPRIMIR. Opressão é limitar, apertar, sufocar até que o oprimido não tenha liberdade, coragem ou escolha.

E é isso que a busca frenética pelo emagrecimento e as dietas fazem: ou você "cria vergonha nessa cara, faz o que tem que ser feito, fecha essa boca, come menos e se exercita mais ou vai continuar gorda, feia e preguiçosa".

Desculpa fazer você ler isso. Meus dedos tremeram aqui de raiva e um pouco de dor ao escrever. Eu estudo e trabalho com isso há anos e (ainda) me revolta muito, principalmente porque eu acreditei nessas mentiras todas...

Depois de tantas dietas "fracassadas", passamos a acreditar que o problema é com a gente. Não questionamos o método *as dietas", questionamos nossa capacidade e nosso valor. E essa é uma das coisas que mais nos desespera quando engordamos. Não são só os quilos, mas o que os quilos significam.

Daqui pra frente, questione mais, aprenda mais sobre você, seu corpo, sobre O Jogo da Comida, a cultura de dietas, por que tanta gente quer emagrecer e não consegue, esteja em grupos de mulheres com o mesmo objetivo, converse, compartilhe, reflita. Você não está sozinha.

Infelizmente, a gente normalizou esse tipo de opressão.

6. Assuma sua responsabilidade.

Não é culpa sua ter nascido nesse mundo doido da mentalidade de dietas, você não escolheu engordar, não teve opção ao construir sua relação com seu corpo, não pediu para ser influenciada e contaminada pelo vírus da infinita insatisfação corporal.

Masssss.... chegou o momento de escolher.

Já deve estar claro pra você o quanto sua atenção é desperdiçada pensando em comida, no que pode e não pode comer (mesmo que não faça diferença nenhuma porque muitas vezes você come igual no fim do dia) e na rádio-dietinha que não desliga nunca "estou gorda, preciso emagrecer rápido, tenho que voltar pra dieta,", etc

E você já foi persistente e já tentou um número de vezes o suficiente pra poder prever o resultado, concorda?

Quando você toma a decisão de assumir toda responsabilidade, está começando a habitar seu corpo. Independente de tudo que você já passou, escolha o caminho de se perdoar, afinal, você fez o melhor com o que você sabia. Agora busque novas soluções.

GLOSSÁRIO:

Rádio-dietinha: uma das estrelas dO Jogo da Comida. É a sequência de pensamentos obsessivos, repetitivos, chatos, disco furado, sem-pé-nem-cabeça-ocupadores-de-tempo, cansativos que a pessoa não emagrecida tem na cabeça o dia inteiro. É tipo uma oração silenciosa sem fim: estou gorda, preciso emagrecer, como faço para emagrecer rápido?, socorro, odeio minha barriga, ai essa celulite, estou gorda, quero emagrecer, tenho que emagrecer, se eu fosse magra isso não aconteceria, gorda, magra, emagrecer, emagrecimento, gorda, engordei, magra, shake, kitosana funciona. 

Fila do Emagrecimento: também faz parte dO Jogo da Comida. É passar a vida na fila de espera do "O dia em que eu vou ser magra e brilhar e minha vida vai começar de verdade". Quem vive na fila do emagrecimento tem a sensação de nunca chegar lá porque quando chega, engorda e volta para o final da fila. É de-ses-pe-ra-dor. 

(Meu curso avançado para sair dO Jogo da Comida é esse aqui).

7. Não tenha pressa.

Acho que esse é o mais importante.

Quantas vezes você já emagreceu rápido e engordou rápido?

Quantas vezes emagreceu tudo em janeiro, engordou em fevereiro, voltou a emagrecer em março pra acabar engordando em abril, ficou brava em maio, empacou em junho, aproveitou que era inverno, se desesperou em agosto e foi emagrecer rápido de novo, engordou rápido em setembro, daí correu pra emagrecer rápido em algum projeto verão...

Ai, que canseira.

Essa história de emagrecer rápido só funciona nas primeiras 15 dietas (não leve esse número a sério, mas entenda o que eu quero dizer: não funciona mais se você está no efeito sanfona há anos). Você não vai conseguir emagrecer e manter definitivamente. Não precisa acreditar só em mim, apenas olhe para as evidências, para sua própria experiência.

Ao invés de "como emagrecer rápido", é mais inteligente pesquisar: "como emagrecer devagar". Talvez você tenha gritado mentalmente comigo agora porque não é o que você quer, eu sei. Mas se emagrecer rápido funcionasse, as pessoas já estaria magras há muito tempo. 

As que foram estratégicas, buscaram recursos, conhecimento, comunidade, acompanhamento, formas de primeiro apagar o fogo acabando com a compulsão alimentar, e estabilizando a gangorra do efeito sanfona. Foram conhecendo a fome emocional, passaram a buscar uma verdadeira reconexão com o próprio corpo, aprenderam a ouvir e respeitar a fome e saciedade, escolheram se exercitar por amor e não por obrigação... já estão vivendo outra vida. Sem Rádio-Dietinha, O Jogo da Comida, a Fila do Emagrecimento...

tem coisas que ninguém te conta

Quantas vezes na vida você já ouviu coisas como as que você leu neste texto? Poucas, eu imagino. Mesmo que você já siga pessoas despertas para a cultura de dietas, o conteúdo que você encontrou aqui é precioso e raro em comparação à quantidade de coach-de-emagrecimento-perca-5-kgs-em-2-dias, blogueira-fitness-foco-força-fé e profissional desatualizado repetindo o ultrapassado basta-comer-menos-e-se-exercitar-mais. Busque mais disso aqui que você acabou de ler. Não acabou. Tem muito mais.

prepare-se

Você vai continuar recebendo propagandas coloridas cheias de promessas desesperadas pra emagrecer rápido que vão fazer tudo, menos te manter calma. Lembre desse texto quando isso acontecer e volte aqui quantas vezes forem necessárias. Você é muito bem-vinda aqui.

Inscrições Abertas para o Nosso Clube! 

Pensa em uma comunidade de mulheres que vai te dar ritmo o ano todo, os conteúdos semanais vão te manter presente, a aula do mês vai te trazer novos conhecimentos e a comunidade vai te dar suporte.

Participe da discussão

1 comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *