A (surreal) fila do emagrecimento

Quando eu emagrecer…

Quando eu emagrecer, vou me amar…
Quando eu emagrecer, vou me arrumar mais…
Quando eu emagrecer, vou mudar, arrumar um namorado, trocar de emprego, sair mais…

Em algum momento, milhões de mulheres entenderam que emagrecer é uma condição para ter sucesso e (pode até parecer exagerado, mas é verdade) para ter uma vida de verdade.

Logo, emagrecer se torna meta de vida.

E essa parte não é exagero, não.

Acontece que emagrecer é um jogo e, com o tempo, as pessoas entram numa dinâmica que eu chamo de A FILA DO EMAGRECIMENTO.

A fila do emagrecimento

Imagina uma fila enoooorme, daquelas que você não vê nem o começo, nem o fim e tem um monte de vendedor ambulante – daqueles que vendem água, refrigerante, sorvete, sanduíche natural e pipoca – mas nesse caso são pessoas vendendo formas diferentes de emagrecimento fácil, rápido e milagroso..

É uma fila que nunca acaba (sim, parece um pesadelo).

Quando você “chega lá” (emagrece), não consegue manter e volta para o final da fila, de cabeça baixa, triste, amargurando a sensação de ser um fracasso por não conseguir emagrecer, mas volta no final da fila com um novo plano, uma nova esperança, jurando que na próxima vai ser diferente: “agora vai” e sempre aparece uma dieta Dukan, um jejum intermitente, low carb da vida ou uma mais criativa Microbiota do Magro fantasiada de novidade para dar um aparência de frescor para a nova tentativa que estatísticas mostram, nos levará para o mesmo lugar: o final da fila do emagrecimento.

Mas se é assim, por que tanta gente continua nessa fila?

Me perguntei isso milhares de vezes.

As pessoas que vivem na fila do emagrecimento simplesmente não sabem a verdade. Não sabem o quanto elas tem força de vontade por insistir tanto tempo e investir tanto tempo, dinheiro, energia na fila do emagrecimento.

Ao mesmo tempo, elas seguem esperando.

Quando uma coisa é muito difícil, nós desejamos ajuda.
Quando uma coisa parece impossível de ser feita, nós esperamos ser salvas, esperamos que alguém venha nos resgatar e a verdade é que a maioria das pessoas espera ser emagrecida.

A terceirização do emagrecimento

Do mesmo jeito que em uma fila esperamos, na fila nós terceirizamos o processo de emagrecimento e acreditamos que algo, alguém ou, no caso, bactérias vão fazer algo por nós. E não, as regras da cartilha de saúde são claras: cada indivíduo é único e a ingestão isolada de produtos específicos não faz nenhum efeito se não houver uma mudança profunda e verdadeira não só no estilo de vida, mas na mentalidade e na forma de lidar com as emoções (aka. fome emocional). Consciência corporal, alimentação equilibrada e variada, inteligência emocional, atividade física por amor ao corpo e não por obrigação, despertar para as exigências insanas dos padrões de beleza, verdadeira noção do que é saúde física, mental e emocional, esse sim é o Caminho definitivo.

Não uma pílulas, sachês, ou sei-lá-o-quê de bactérias do intestino de gente magra. Precisamos parar de esperar pela fada madrinha do emagrecimento rápido, fácil e definitivo porque ela só existe no mundo das maravilhas, do papai noel e do coelhinho da páscoa. Não é lá, é aqui. Não é o outro, somos nós. Não são as bactérias, é a nossa vida, nosso corpo, nossa saúde.

Como sair da fila do emagrecimento

1. Pare de confiar mais nos outros do que no seu próprio corpo

Não uma pílulas, sachês, ou sei-lá-o-quê de bactérias do intestino de gente magra. Precisamos parar de esperar pela fada madrinha do emagrecimento rápido, fácil e definitivo porque ela só existe no mundo das maravilhas, do papai noel e do coelhinho da páscoa. Não é lá, é aqui. Não é o outro, somos nós. Não são as bactérias, é a nossa vida, nosso corpo, nossa saúde.

2. Pare de tentar emagrecer rápido

Não uma pílulas, sachês, ou sei-lá-o-quê de bactérias do intestino de gente magra. Precisamos parar de esperar pela fada madrinha do emagrecimento rápido, fácil e definitivo porque ela só existe no mundo das maravilhas, do papai noel e do coelhinho da páscoa. Não é lá, é aqui. Não é o outro, somos nós. Não são as bactérias, é a nossa vida, nosso corpo, nossa saúde.

3. Cuide da sua fome emocional tanto quanto você cuida da sua saúde física.

Não uma pílulas, sachês, ou sei-lá-o-quê de bactérias do intestino de gente magra. Precisamos parar de esperar pela fada madrinha do emagrecimento rápido, fácil e definitivo porque ela só existe no mundo das maravilhas, do papai noel e do coelhinho da páscoa. Não é lá, é aqui. Não é o outro, somos nós. Não são as bactérias, é a nossa vida, nosso corpo, nossa saúde.

4. Pare de se culpar

Não uma pílulas, sachês, ou sei-lá-o-quê de bactérias do intestino de gente magra. Precisamos parar de esperar pela fada madrinha do emagrecimento rápido, fácil e definitivo porque ela só existe no mundo das maravilhas, do papai noel e do coelhinho da páscoa. Não é lá, é aqui. Não é o outro, somos nós. Não são as bactérias, é a nossa vida, nosso corpo, nossa saúde.

5. Dietas não funcionam – e não é só com você!

Eu falei mais sobre isso aqui, aqui e aqui.

E essa Minissérie Gratuita também pode iluminar algumas ideias: CLIQUE AQUI. (tenho que te avisar que ela não tá disponível sempre… se você conseguir assistir, APROVEITA! <3 )

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *